Crédito: Daiane Mendonça

Fonte: Governo de Rondônia

Mais um curso voltado à capacitação e aperfeiçoamento dos profissionais da Segurança Pública será concluído esta semana em Rondônia. Desta vez, o Governo de Rondônia, por meio da Casa Militar, oferece aos profissionais da Força Nacional de Segurança, que estão atuando no Estado, o curso de Atendimento Pré-Hospitalar em Combate – Protocolo Marc I.

“O curso é voltado à gestão de vida dos profissionais que estão no desempenho das suas funções, caso deparem-se, por exemplo, com algum policial perfurado por bala de arma de fogo, ou qualquer tipo de acidente durante o trabalho, que apresente sangramento massivo, pneumotórax hipertensivo, qualquer problema como obstrução de vias aéreas ou hipotermia”, explica o coordenador do curso, major PM Rodrigo.

Crédito: Daiane Mendonça

A partir da formação, em casos como estes, os profissionais da Segurança Pública estarão preparados para agir sempre da melhor forma. Além de coordenador do curso, o Major PM Rodrigo também é instrutor, ao lado do cabo PM Quadros. Os dois são credenciados pelo Comitê Brasileiro de APH em Combate.

Com a capacitação oferecida agora aos profissionais da Força Nacional, torna-se a 12ª turma a passar pelo curso oferecido pelo Governo de Rondônia. O mesmo curso já foi ministrado aos policiais militares, policiais civis e policiais rodoviários federais. Ao todo, são 290 profissionais formados e capacitados para atuar nas situações mais extremas, ajudando a reduzir o risco de morte entre os colegas das forças de segurança e também dos cidadãos.

Com muita dinâmica e simulação de situações com vítimas feridas, os profissionais aprenderam técnicas específicas para agir de maneira segura, rápida e objetiva, principalmente em área de risco, ajudando a salvar vidas.

Conforme anunciou a Casa Militar, as instruções e capacitações serão constantes ao longo de todo o ano. É missão do Governo de Rondônia manter o conhecimento sempre atualizado junto aos profissionais da Segurança Pública.

“O objetivo é capacitar ao máximo os profissionais, de forma a melhorar o nível de atuação, fortalecendo ainda mais as instituições e, principalmente, a sociedade. São ações que contribuem para todos”, conclui o secretário-chefe da Casa Militar, coronel PM Valdemir Carlos de Góes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui