Crédito: Divulgação

Fonte: CBMMG

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), em parceria com o Exército Brasileiro (EB) e o Governo do Estado, finalizou no dia 9 de abril, uma capacitação para profissionais das Defesas Civis Municipais da região metropolitana de Belo Horizonte, indicados pela Defesa Civil Estadual (CEDEC). A instrução foi encerrada com uma atividade prática de desinfecção da estação do Move, na avenida Bernardo Monteiro, e envolveu cerca de 23 profissionais das Compdec’s, além de bombeiros, militares do Exército, Defesa Civil e outros.

O treinamento, que é uma das medidas preventivas de controle à pandemia da Covid-19, foi ministrado a 79 profissionais e teve duração de três dias, com o intuito de preparar os órgãos municipais para a desinfecção de ambientes de grande concentração de pessoas.

Crédito: Divulgação/CBMMG

O Comandante-Geral do CBMMG, Coronel Edgard Estevo da Silva, falou sobre a importância de compartilhar a expertise da corporação em descontaminação, seja para produtos químicos ou defesa biológica, a fim de difundir esses conhecimentos para as Defesas Civis municipais e Guardas Municipais, com produtos que são facilmente encontrados no mercado e que possuem comprovada eficiência contra a Covid-19, conforme anunciado pela Anvisa.

Ele ressaltou também que “foi mostrado a cada um dos integrantes a forma de utilizar, a efetividade do produto, a maneira de aplicar e como os agentes devem se paramentar para evitar o contágio, e mais do que isso, dar o exemplo para a toda a população de que todos nós podemos colaborar com este momento complicado que estamos vivendo no Brasil.”

Já para o Major Welter Alves das Chagas, Comandante do Batalhão de Emergências Ambientais e Resposta a Desastres (Bemad), “a atividade é mais um ponto focal na luta contra a disseminação e o esforço conjunto entre os órgãos, orquestrado pelo Governo de Minas, mostra a responsabilidade, o compromisso e a preocupação com o bem-estar da população.”

A capacitação foi ministrada por militares que atuam no Pelotão de Emergências Químicas, Biológicas, Radiológicas e Nucleares (PQBRN) do Corpo de Bombeiros e militares do Exército Brasileiro. Durante a instrução, os bombeiros orientaram os profissionais na aplicação dos produtos, tempo de ação e desinfecção das áreas comuns. O Capitão Cristiano Soares, do Bemad, explicou a fase de descontaminação: “ao aplicar o produto, os profissionais podem ser contaminados e por isso, precisam passar pelo setor de descontaminação que tem duas fases: na primeira é aplicada água com sabão e na segunda água é espargida para tirar o sabão e só então o profissional pode retirar o EPI com segurança.”

A instrução permitiu que os profissionais das Compdec’s tivessem uma visão geral sobre o risco de contaminação do coronavírus e a importância do procedimento de desinfecção das áreas públicas de grande circulação de pessoas para a prevenção da disseminação do vírus.

Eles também foram orientados quanto às soluções disponíveis para a sanitização, os riscos destes produtos, forma adequada de utilizá-los, bem como o emprego correto dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) e o descarte devido dos EPI’s e resíduos gerados na desinfecção.

Crédito: Divulgação/CBMMG

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui