Crédito: Vinicius Mendonça/Ascom/Ibama;

POR PAULA BARCELLOS/JORNALISTA DA REVISTA EMERGÊNCIA

Foi lançado, no final de agosto, o Guia de Requisitos e Procedimentos Básicos para Combate a Incêndios Florestais. A Prática Recomendada ABNT PR 1014 tem como principal objetivo padronizar os aspectos mais essenciais relacionados com a prevenção e combate a incêndios florestais em todo território nacional. “Estamos vivendo um marco normativo na área de incêndio florestal no Brasil. Não havia nada escrito padronizando o enfrentamento do incêndio florestal. No guia, estamos tratando de questões essenciais: EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), capacitação, equipamentos de incêndio florestal individual e coletivo, veículos de combate a incêndio florestal, de pequeno, médio e grande porte, aeronaves de combate a incêndio florestal, de asa rotativa e asa fixa, de pequeno, médio e grande porte, aditivos, planos de proteção contra incêndio florestal, manejo integrado do fogo e perícia de incêndio florestal. Estamos falando do básico para que todos tenham noções básicas nesta área temática”, diz o coronel da Reserva Remunerada do Corpo de Bombeiros do MT e coordenador da PR Paulo André da Silva Barroso.

Segundo o coronel Barroso, o público-alvo desta Prática Recomendada envolve todos os atores que têm alguma relação com incêndios florestais. “Gestores públicos, de áreas privadas, gestores do Poder Executivo das esferas federal, estadual e municipal, do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, que não têm nenhuma referência nesta área. Então, eles podem adotar esta PR como uma referência para se exigir ou se julgar algum processo ou criar uma legislação específica”, cita.

A PR foi criada pelo Subcomitê Brasileiro de Segurança Contra Incêndio Florestal, do CB 24 (Comitê Brasileiro de Segurança Contra Incêndio), envolvendo vários profissionais e entidades. Corpos de Bombeiros, universidades federais que atuam na pesquisa de incêndio florestal, organização estadual de meio ambiente, ICMBIO, Prevfogo, empresas que atuam no setor de incêndio florestal e técnicos da ABNT participaram ativamente desta construção. “Nós fizemos este primeiro documento que foi a Prática Recomendada, mas os desdobramentos dela envolvem a elaboração de normas brasileiras que tratam especificamente de cada um dos itens”.

A realização da Live de lançamento do Guia foi da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), da Abema (Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente) e da ABNT.

Para adquirir a ABNT PR 1014 clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui