Crédito: Prefeitura de Blumenau/Divulgação

Fonte: G1

Os cães que atuam na Defesa Civil, na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros Militar de Blumenau/SC, no Vale do Itajaí, participaram de uma campanha para a conscientização sobre o uso de máscaras durante a pandemia do novo coronavírus. A ideia surgiu em uma rede social com o objetivo de chamar a atenção para o uso correto do item de proteção obrigatório na cidade durante a pandemia do novo coronavírus.

“É uma forma de educar, através de uma brincadeira, porque nós sabemos que os cães não devem usar as máscaras. Apesar de ser necessário alguns cuidados ao sair de casa, como lavar as patinhas, os brinquedos e as coleiras”, explicou a tutora da Mayla e coordenadora dos projetos de prevenção da Defesa Civil de Blumenau, Luciana Correa. O uso de máscaras em animais de estimação não é recomendado pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária de Santa Catarina (CRMV-SC).

A primeira a participar foi a Mayla, mascote da Defesa Civil municipal, que atua nos projetos de educação assistida por animais. Uma foto dela ensinando o jeito certo foi postada em uma rede social junto com o desafio. “Agora, a Mayla desafia o dog Apollo da @pmscoficial – Blumenau para mostrar como se faz”, dizia o post.

O desafio foi aceito pelo cãozinho do Canil da Polícia Militar da cidade, que também posou para uma foto, e reforçou que a máscara não deve ser usada no queixo nem pendurada na orelha.

O cão Bono, do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, gostou da brincadeira e também participou. O filhote, que está em fase de treinamento para atuar nas buscas junto à corporação, mostrou que o item de proteção deve cobrir toda a boca e o nariz.

Cão Bono, filhote do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, participou do desafio em Blumenau — Crédito: Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina/Divulgação

Blumenau tem 297 casos confirmados de coronavírus, incluindo duas mortes pela doença, conforme o boletim divulgado domingo (10) pelo governo estadual. Em toda Santa Catarina, são 3.429 pacientes diagnosticados, incluindo 65 mortes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui