Crédito: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Fonte: G1

Subiu de 8 para 9 o número de mortes durante o período chuvoso em Minas Gerais. Na cidade de Além Paraíba, na Zona da Mata, um idoso morreu após a casa em que ele estava desabar durante uma forte chuva. O caso foi nesta sexta-feira (8). O imóvel possuía algumas colunas de sustentação localizadas às margens do Córrego Limoeiro.

O volume da água estava alto e a correnteza atingiu os pilares da residência, provocando colapso da estrutura e desabamento de metade do imóvel. Amadeu de Oliveira Cassaro de 72 anos, se encontrava nos fundos da casa e foi levado junto aos escombros.

Horas depois, o corpo da vítima foi encontrado a cerca de 15 km do local de desabamento, já no leito do córrego que passa pelo município de Carmo, no Rio de Janeiro, bem próximo a divisa com o estado mineiro.

A morte de Amadeu de Oliveira Cassaro foi contabilizada como a nona vítima do período chuvoso em Minas. Só em 2021, sete pessoas morreram. As outras 2 mortes do período chuvoso aconteceram no ano passado, em outubro em Carmo do Rio Claro e em novembro, em Pedras de Maria da Cruz.

E o número de mortes contabilizadas pela Defesa Civil pode aumentar nos próximos boletins, já que duas pessoas também morreram após serem atingidos por um raio neste sábado (9), em Santo Antônio do Itambé, na Região Central de Minas.

A ocorrência foi durante a tarde de sábado. Não chovia no momento do acidente, mas o tempo estava bastante fechado. José Paulo da Silva, de 54 anos, e o filho, José Tiago Salustiano da Silva, de 30 anos, estavam puxando uma tora de madeira para uma serraria de propriedade deles, na localidade da Tapera, quando foram atingidos pela descarga elétrica.

Um amigo das vítimas, estava próximo ao local e também foi atingido, mas sobreviveu. Ele foi levado ao hospital da cidade do Serro, onde recebeu cuidados médicos.

Os peritos do Instituto Médico Legal estiveram no local, resgataram os corpos e levaram para o Instituto Médico Legal de Diamantina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui