Crédito: Divulgação/CBMSC

Fonte: CBMSC

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) enviará 05 militares e 03 cães de busca e resgate para apoio ao Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE) e reforço nas equipes que estão atuando em Pernambuco.

O estado foi atingido por fortes chuvas desde a última segunda-feira, 23, e mesmo com a redução no volume, a previsão de precipitação é até o próximo dia 03 de junho. Mais de mil pessoas estão desabrigadas e, até o momento, foram confirmados 91 mortes. O local segue com alto risco de deslizamentos.

“Atendendo a um pedido que recebemos hoje, 30, pela manhã, autorizamos o envio de três binômios, dupla entre bombeiro militar e cão de busca, do CMBSC para ajudar nas operações de busca e resgate em Pernambuco”, anunciou o governador, Carlos Moisés.

Equipe do CBMSC que estará em Pernambuco:

Major Clemente Stähelin Michels e cão Chewbacca, de Joinville

Sargento Jacques Douglas Romão e cão Bravo, de Blumenau

Cabo Carlos Alexandre De Souza e cadela Zaara, de Brusque

Soldado Eduardo Silva de Souza – atuará como comunicação, de Florianópolis

Soldado Jean Renato Vieira – atuará como logística, de Florianópolis 

Todos os militares, incluindo os responsáveis pela comunicação e logística, possuem o Curso de Formação de Bombeiro Cinotécnico, exigido para atuação na atividade e os cães de busca e resgate são certificados para este tipo de ocorrência. Os três binômios possuem experiência em resgates fora de Santa Catarina e estiveram nas operações Brumadinho e Petrópolis.

A equipe do CBMSC sairá de Santa Catarina nesta terça-feira, 31, transportada pelo Batalhão de Operações Aéreas (BOA) no avião Arcanjo 06. A previsão inicial é que a equipe fique por pelo menos 05 dias.

“Mais uma vez estamos prontos para apoiar a população, seja em Santa Catarina ou em outro estado. Sabemos a diferença que a atividade de cães faz nestes momentos. Somos um só Corpo de Bombeiros Militar e vamos apoiar as outras corporações sempre que for preciso, para salvar e trazer consolo para as famílias atingidas”, declara o Comandante-Geral do CBMSC, coronel Marcos Aurélio Barcelos.

Os militares do CBMSC devem atuar na região de Recife, uma das mais atingidas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui