Crédito: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Fonte: G1

Dois bombeiros morreram soterrados tentando salvar vítimas do temporal que atingiu a Baixada Santista nesta terça-feira (3). Segundo informado ao G1, o acidente aconteceu no Morro do Macaco, quando os cabos Moraes, de 43 anos, e Batalha, de 46, tentavam ajudar mãe e bebê do deslizamento no local.

“O Corpo de Bombeiros tem verdadeiros heróis. Infelizmente perdemos a vida de dois heroicos bombeiros numa ocorrência de soterramento. Um corpo foi retirado, o outro ainda não”, lamentou o secretário de Defesa e Convivência Social, Luiz Cláudio Venâncio Alves.

Dezenas de pessoas morreram na Baixada Santista por conta das chuvas que atingiram a região. Além das mortes, foram registrados alagamentos, deslizamentos de terra e quedas de barreiras nas estradas.

Os dois cabos atuavam na corporação de bombeiros de Guarujá e foram acionadas após as ocorrências no morro. Moradores da região conseguiram retirar Moraes do soterramento, enquanto Batalha permanece nos escombros.

As duas vítimas que eles tentaram salvar, Thatiana Lopes de Lima Gomes, de 25 anos e o filho, Arthur Rafael de Lima, de 10 meses, também vieram a óbito.

Nas redes sociais, companheiros de trabalho lamentaram profundamente as mortes de Rogério de Moraes Santos e Marciel De Souza Batalha. Ambos trabalhavam há muitos anos na corporação.

“O nosso grande problema são os desmoronamentos que ocorreram, foram sete morros atingidos, dois com mais gravidade, que acabaram vitimando algumas pessoas. A nossa maior preocupação, agora, são os escorregamentos de morro”, destaca o secretário.

Uma Corporação em luto, a Família Corpo de Bombeiros de São Paulo sente o pesar dessa triste fatalidade.Imagens do cortejo de nosso irmão de farda Cb PM Rogerio de Moraes Santos. Que o coração de cada familiar seja confortado.#CorpodeBombeirosdaPMESP #Cadasegundoconta #ConteComAGente #SaimosEm30s #BombeiroSP #Bombeiros #ForcaParaSalvarVidas

Posted by Corpo de Bombeiros da PMESP on Wednesday, March 4, 2020
Imagens do cortejo do Cb PM Rogerio de Moraes Santos