Data: 02/12/2015 / Fonte: G1

Macapá/AP – De 1º a 30 de novembro, 1.295 focos de incêndio foram registrados no Amapá, segundo a Defesa Civil Estadual. Os dados são do Sistema de Monitoramento de Queimadas por Satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

De janeiro a novembro, os satélites do Inpe identificaram 2.379 queimadas ativas no Amapá. De acordo com a Defesa Civil, as principais causas do elevado número de focos de incêndio são o período de estiagem e a limpeza de terrenos, principalmente na região litorânea do estado.

Dados já divulgados pela Defesa Civil mostram o aumento de queimadas no segundo semestre de 2015. Vinte e seis focos foram registrados entre janeiro e julho; em agosto os números chegaram a 40; 192 focos em setembro; e 827 em outubro.

Brigadistas contratados pelo governo federal ajudam no trabalho de combate ao fogo em áreas de preservação ambiental e em assentamentos nos municípios de Amapá, Calçoene e Tartarugalzinho.

Grupamentos do Corpo de Bombeiros Militar do estado estão monitorando e combatendo as queimadas nos municípios de Oiapoque, Macapá, Santana, Laranjal do Jari e Vitória do Jari, informou a Defesa Civil.

Segundo o secretário executivo do órgão, tenente coronel Estácio Janary, a faixa litorânea, desde o Cabo Orange até Laranjal do Jari, é a região mais atingida com os focos de incêndio do período de estiagem, principalmente pela falta de chuva e pelo vento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui