Data: 08/05/2013 / Fonte: Siemens Brasil

A Siemens, por meio da divisão de Building Technologies, é responsável pelo fornecimento de todo o sistema de detecção de alarme e incêndio ao estádio Plácido Aderaldo Castelo Branco, Castelão, em Fortaleza. As obras de ampliação e modernização da Arena foram realizadas em consórcio pelas empresas Galvão Engenharia e Andrade Mendonça e contaram com a atuação da Sert Engenharia de Instalações Ltda na infraestrutura local e com a empresa Andesu`s & Cia no acionamento. Além de receber alguns dos jogos do campeonato mundial de 2014, o Castelão será palco de três partidas da Copa das Confederações, que começam em julho.

Desenvolvido pela Siemens, o sistema de detecção e alarme de incêndio Cerberus® ECO instalado no primeiro estádio da Copa do Mundo a ficar pronto no Brasil é composto por centrais e quase 2 mil dispositivos de campo como detectores de fumaça térmicos e acionadores manuais. Esse sistema possui grande precisão e velocidade na detecção devido a um processador de 16 bits no detector, que contém um algoritmo patenteado pela empresa capaz de reconhecer a curva característica da fumaça causada por incêndio, que é diferente da fumaça causada por um cigarro, por exemplo. A tecnologia permite ainda a ligação em rede de até 16 painéis, software de supervisão, display gráfico e a capacidade de se adaptar a futuras ampliações, gerando ganho de tempo e economia em infraestrutura.

“A Siemens é reconhecida mundialmente pela sua atuação no setor de proteção contra incêndio e possui um portfólio completo de soluções na área de detecção, alarme e combate a incêndio. As tecnologias e sistemas desenvolvidos pela empresa atendem desde grandes obras no segmento da indústria e na construção civil até pequenas e médias instalações, o que confirma a nossa experiência no setor. Contribuir com a segurança dos frequentadores do Castelão é um motivo de grande orgulho”, explica Victor Paixão, engenheiro de produtos de proteção contra incêndio da Siemens.

O sistema de detecção de alarme e incêndio desenvolvido pela Siemens é parte do diferencial do estádio. Durante as obras de ampliação e modernização, o campo foi rebaixado em quatro metros e a distância que separa o torcedor do gramado foi reduzida de 40 para apenas 10 metros, o que permite uma boa visualização de qualquer lugar da arquibancada. Outro destaque no projeto é a estrutura que cobre todo o estádio, cujo revestimento permite maior circulação de ar dentro da Arena, além do isolamento acústico.

No total, a Arena Castelão será palco de nove jogos já confirmados. Em 2014 serão seis disputas, com destaque para a partida da Seleção Brasileira. Já na Copa das Confederações da FIFA 2013, três jogos terão o estádio como palco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui