Crédito: Maurício Bazilio

Fonte: Governo de Santa Catarina

Números do relatório da Superintendência de Urgência e Emergência da SES apontam que, nos últimos anos, o número de trotes ao SAMU de Santa Catarina tem caído consideravelmente. Em 2018, de janeiro até novembro, as ligações registravam 52.666 trotes; no mesmo período, em 2021, essa quantidade é de cerca de 18 mil. Uma diminuição de 65,8%.

Nos últimos três anos do Governo Carlos Moisés, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) investiu em campanhas de conscientização nas escolas, projetos pedagógicos e maior inserção nas comunidades. Uma das propostas que tem sido diretamente responsável pela redução é o EducaSamu, que leva até as escolas o ensinamento básico para as crianças de quando chamar o 192.

“Um trote repassado aos serviços do atendimento pré-hospitalar pode causar sérios transtornos em toda rede, pois as falsas chamadas ocupam as linhas telefônicas e podem causar atrasos nos atendimentos que realmente precisam de nossos profissionais. Cada ano que passa, nós percebemos essa diminuição e a pandemia também acentuou um entendimento de que todo tempo importa para o primeiro atendimento”, afirmou o secretário da Saúde André Motta Ribeiro.

A comparação da Superintendência de Urgência e Emergência compara os nove primeiros meses dos anos de 2018, 2019, 2020 e 2021. A diminuição nos trotes é percebida ano após ano. Veja o relatório a seguir:

2 SAMU SC trotes ao Serviço diminuem cerca de 66 de 2018 para 2021

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui