Crédito: Divulgação/PMJP/Arquivo

Fonte: Prefeitura de Recife

Na manhã da segunda-feira (4), o coordenador geral do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) da Prefeitura do Recife, Leonardo Gomes, tornou-se membro do Conselho Estadual de Trânsito (Cetran/PE) para o biênio 2021-2023. A solenidade de posse aconteceu no auditório do Centro Cultural Rossini Alves Couto do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), na Boa Vista. O médico ocupa a cadeira de especialista em “Medicina com Conhecimento na Área de Trânsito”.
 
Esta é a primeira vez que a área da saúde ganha um representante específico no Conselho para discutir assuntos relacionados ao trânsito. A partir deste momento, o Samu Recife passa a contribuir, do ponto de vista de saúde pública, com a elaboração de normas, respostas a consultas, julgamentos de recursos, além do acompanhamento e coordenação de atividades dos órgãos de trânsito no Estado.
 
“Recebemos essa missão com bastante orgulho. Teremos a oportunidade de fornecer dados e informações sobre o socorro às vítimas de sinistros de trânsito, ajudando a construir políticas públicas que possam fortalecer a segurança viária. Além disso, poderemos trabalhar de forma educativa para aumentar a conscientização a respeito das urgências de trânsito, para que o ir e vir de ambulâncias possa ser melhor aceito”, destacou Gomes, que agora é membro titular do Centran/PE.
 
O Centran/PE é um órgão colegiado, vinculado ao Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE). Entre os membros, estão representantes de cidades que possuem o trânsito municipalizado, como o Recife e Jaboatão dos Guararapes; da Polícia Militar de Pernambuco; Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH); entidades representativas da sociedade ligadas à área de trânsito, entre outros.

SOBRE O SAMU RECIFE

No Recife, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi inaugurado pela Prefeitura do Recife em 21 de dezembro de 2001. Atualmente, o Samu 192 conta com 24 viaturas, sendo quatro Unidades de Suporte Avançado e 20 Unidades de Suporte Básico, além de oito motolâncias. Quase 700 profissionais fazem parte do quadro do Serviço, como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, condutores, teleatendentes de regulação médica, entre outros.
 
Somente de janeiro a agosto deste ano, o Samu Recife realizou mais de três mil atendimentos para vítimas de sinistros de trânsito na capital pernambucana. Entre os tipos de ocorrências, estão acidentes envolvendo carros, motos, ônibus e caminhões; atropelamentos; e capotamentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui