Crédito: Maurício Bazilio

Fonte: Prefeitura de João Pessoa

Janeiro é período de férias escolares, crianças em casa com energia acumulada e curiosidade também. Para que os momentos fiquem no plano da alegria e das brincadeiras, os profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de João Pessoa (Samu-JP) reforçam os alertas aos pais e responsáveis sobre a importância da adoção de cuidados preventivos para evitar acidentes domésticos, como quedas, queimaduras ou afogamento. Em caso de emergência, ligue 192 – serviço ativo 24 horas por dia.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Pediatria, no Brasil, ocorrem cerca de 200 mil acidentes domésticos por ano com crianças, como queimaduras, quedas e afogamentos. Esses dados alarmantes aumentam 25% durante as férias escolares.

Manuela, de 4 anos, é um exemplo de criança bem agitada. Corre, pula e brinca pelo interior da casa e no quintal com seu irmão, de 11 anos. Os pais se cercam de cuidados com tela na piscina, cadeado nos portões e retirada de objetos de vidro dos itens de decoração.

“Já tivemos alguns sustos, principalmente na piscina, quando Manuela pulou sozinha e, graças a Deus, conseguimos resgatá-la rapidamente. Nas férias, nós programamos atividades fora de casa e nos revezamos, sempre dando uma olhada neles”, disse a mãe dela, Marcela Nascimento, que conta também com a ajuda da filha mais velha, Maria Eduarda, já adolescente.

Para acionar o Samu

Os pais ou responsáveis podem ligar para 192. A ligação é gratuita e pode ser feita de um aparelho móvel ou fixo. São atendidas vítimas de intoxicação; crises convulsivas; desmaios; perdas de consciência; reações alérgicas associadas à insuficiência respiratória, engasgos, envenenamento, afogamentos, choques elétricos e queimaduras graves, entre outras emergências.

Orientação

Caso seja necessário ligar para o Samu, é fundamental manter a calma. “Em casos envolvendo crianças, é natural os pais ficarem muito nervosos. Se for o caso, é aconselhável pedir para outra pessoa fazer a ligação porque será necessário passar informações sobre o estado do paciente que facilitem o atendimento de urgência, como a idade, se está consciente, se sente dor, se há sangramento, se tem dificuldade para respirar, dentre outras informações”, orienta o médico e coordenador geral do Samu-JP, Galileu Machado.

Dicas de prevenção:

  • use as bocas da parte de trás do fogão;
  • posicione alimentos mais quentes no centro da mesa;
  • evite toalhas com barras grandes, porque as crianças adoram puxar;
  • evite deixar celular carregando em tomadas de fácil acesso para crianças;
  • proteja tomadas em toda a residência;
  • instale redes de proteção na varanda e em janelas, em caso de apartamentos;
  • instalar tela na piscina;
  • retirar objetos de vidro dos itens de decoração;
  • cuidado com armazenamento de produtos de limpeza ou inflamáveis;
  • instale equipamentos para dificultar o acesso de crianças à cozinha, piscina, varandas de apartamentos e janelas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui