Profissionais do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia atuando na folia do Pipoca 2020 - Crédito: Divulgação/CBMBA

Por Bruna Klassmann/Jornalista da Revista Emergência

Carnaval é sinônimo de diversão, folia e festa, mas toda essa animação precisa estar alinhada com a precaução e a conscientização. Para isto, muitos estados brasileiros já divulgaram seus planos de ações preventivas e de segurança para atender os foliões, com a participação dos profissionais do Corpo de Bombeiros, SAMU (Serviço de Atendimento Médico de Urgência), Defesa Civil e demais órgãos de segurança. Estas ações serão desenvolvidas durante o período de folia em cada estado.

Quem pode ajudar

• Emergências e salvamentos – 193 (Corpo de Bombeiros)
• Vistorias em locais de riscos – 199 (Defesa Civil)
• Socorros de emergência – 192 (Samu)

MINAS GERAIS

Após meses de preparação e alinhamento com órgãos estaduais e municipais, o CBMMG (Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais) apresentou novidades no plano de atuação para o Carnaval deste ano. Entre elas, está a criação do Batalhão Carnaval, com a previsão de 700 militares que atuarão em Belo Horizonte/MG, onde se concentrará o maior público de Carnaval do estado.

Apresentação do plano de ação para o Carnaval 2020 em Belo Horizonte/MG – Crédito: Gil Leonardi/Imprensa MG

Para curtir o carnaval com segurança, o CBMMG divulgou algumas atitudes preventivas que os foliões devem tomar durante os dias de festa:

  • Quando estiver em cima do trio elétrico fique atento para não se aproximar da rede de alta tensão, você pode levar um choque;
  • Não jogue serpentinas, enfeites, líquidos e sprays na rede de energia, eles podem causar choque elétrico em contato com a fiação;
  • Caia na festa, mas não caia do trio, quando estiver encima do trio elétrico tome cuidado para não cair;
  • Não se esqueça de respeitar a área de isolamento dos carros alegóricos e trios elétricos, afinal de contas ninguém quer ser atropelado;
  • Conheça a estrutura do evento: se existem locais de concentração e dispersão, rotas de deslocamento para serviços de emergência, postos médicos, policiais e de apoio;
  • Quando estiver em aglomerações de pessoas, mantenha as crianças sob constante vigilância. Identifique-as com pulseiras ou crachás plastificados contendo nome e telefone do responsável. E lembre-se, as crianças não devem ser colocadas em cima de trios elétricos;
  • Se avistar algum tumulto, deixe a sua curiosidade de lado e se afaste rapidamente da aglomeração.

Ainda em Minas Gerais, a Defesa Civil vai trabalhar intensamente durante o período oficial do Carnaval de Belo Horizonte, auxiliando na prevenção de incidentes, especialmente relacionados à chuva. Para isso, fará o monitoramento das condições climáticas 24 horas por dia e fornecerá, por meio de seus canais oficiais, a previsão do tempo para os dias de folia.

Para auxiliar o folião, a Defesa Civil forneceu, também, uma série de dicas de prevenção e comportamentos de segurança durante a festa, em caso de ocorrência de fortes chuvas:

Durante os deslocamentos dirija com segurança. Verifique os limpadores de para-brisas, faróis, lanternas, luzes de freio e pneus. Evite frear bruscamente e dar “golpes na direção”, para reduzir o risco de aquaplanagem. Deixe um espaço de segurança entre você e o veículo da frente.

• Não tente atravessar ou caminhar em enxurradas. A força da água pode te arrastar;
• Evite trafegar em áreas de inundação ou em ruas sujeitas a alagamentos;
• Se você for surpreendido por uma súbita inundação, abra os vidros e suba para o teto do veículo pela janela, identifique algum ponto fixo seguro e ligue imediatamente para a CORPO DE BOMBEIROS (193);
• Durante vendavais, não se abrigue ou estacione debaixo de árvores, pois podem ocorrer quedas de galhos ou tombamentos ocasionando graves acidentes;
• Durante as tempestades com raios, evite a exposição com superfícies condutoras (esquadrias, fios, cercas de arame, varais metálicos, linhas de transmissão de energia e linhas de trem e estruturas metálicas);
• Se estiver na rua, abrigue-se e não permaneça em áreas abertas;
• Não fique no alto de morros ou no topo de prédios;
• Nunca se abrigue debaixo de árvores isoladas;
• Jamais se aproxime de cabos elétricos arrebentados ou molhados;
• Ao notar depressões no terreno ou rachaduras nas paredes não fique próximo! Busque local seguro.

PERNAMBUCO

Em Recife/PE, durante os dias de festa, ao todo, 5,4 mil bombeiros trabalharão em ações de prevenção e salvamento em casos de acidentes.

“Trabalharemos numa atividade conjunta com a Celpe, Samu, Crea e Defesa Civil, para resguardar os 8,5 milhões de foliões contra acidentes e ajudá-los em situações críticas durante o carnaval”, comentou o chefe de planejamento operacional dos bombeiros, tenente-coronel Erick Aprígio, ao site G1.

Já o Samu trabalhará com 500 socorristas nas ruas durante a Folia de Momo prontos para atuar nas ruas e nos postos de saúde provisórios, com a utilização de novos equipamentos para o atendimento.

“As novidades para este ano são as 36 motocicletas, destinadas às rondas de prevenção e primeiros socorros nos principais focos de folia, e as ambulâncias com suporte para múltiplas vítimas, voltadas ao atendimento de pessoas em acidentes com grande número de feridos”, comentou ao site G1, o coordenador geral do Samu Recife, Leonardo Gomes, que lembra que, em caso de emergência, basta ligar para o 192.

Durante o desfile do Galo da Madrugada, do dia 22, haverá uma equipe de segurança técnica do Carnaval que ficarão de prontidão durante todo o desfile para fiscalizar e atender a demandas de urgência. O Corpo de Bombeiros contará com 950 profissionais, atuando na prevenção de acidentes e atendimentos ao público que estará brincando no bloco. E, o SAMU contará com cinco postos de saúde provisórios alocados no percurso do Galo, desde a Avenida Sul até a Avenida Guararapes.

Confira as dicas do Dr. Petrus Andrade, coordenador Médico do NEP do SAMU Metropolitano Recife, para curtir o Carnaval 2020

SERGIPE

A Secretaria  de Estado da Saúde (SES) de Sergipe, junto aos seus órgãos, elaborou o plano operativo para atendimentos a eventos de massa, a ser aplicado no período de Carnaval. De acordo com o Plano de Contingência, diariamente 65 profissionais estarão na Central de Regulação de Urgência (CRU), atendendo os chamados, além de 130 plantonistas no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192).

Ainda conforme o Plano de Contingência, serão 59 ambulâncias de suportes básico e avançado, sediadas em 34 bases descentralizadas; um veículo de intervenção rápida, com UTI e Kit desastre; seis viaturas de reserva técnica; Motolâncias e a unidade do Grupamento Tático Aéreo (GTA) da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

O Plano de ação também contará com a integração de parceiros como a Polícia Rodoviária Federal (PRF); Superintendência de Transporte e Trânsito (SMTT); Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv); Corpo de Bombeiros (Cobom) e Grupo Tático Aéreo (GTA/SSP).

“Nesse período, além de fazer o atendimento, estaremos com a central de dados fazendo monitoramento de alguns eventos que acontecem frequentemente. Para que o boletim seja diferente dos outros, queremos alertar na importância de não passar trotes para a Central de Regulação das Urgências. Quero enfatizar que cada vez que recebemos um trote, além de perder dinheiro público e tempo, deixamos de atender uma pessoa que realmente necessita do atendimento , então não passe trote de forma alguma”, salienta a Superintendente do SAMU 192 Sergipe, Karina Mendonça.