Crédito: Divulgação

Fonte: Ministério de Desenvolvimento Regional

O Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR) vai promover, entre os dias 22 e 24 de junho, o Seminário de Boas Práticas em Proteção e Defesa Civil. O curso será on-line, gratuito tem como objetivo a troca de ideias e experiências entre defesas civis estaduais e municipais, núcleos comunitários de proteção e defesa civil, instituições de ensino e pesquisa, ONGs, voluntários e atores interessados em debater estratégias para fortalecer a implementação do plano de defesa civil nas cidades brasileiras. As inscrições podem ser feitas neste link.

“Às vezes, uma prática da região Nordeste pode cair muito bem no Centro-Oeste, ou uma do Sul pode ser interessante para a região Norte. Ou seja, a participação dos municípios, a apresentação de suas experiências vai acrescentar bastante para o desenvolvimento e o fortalecimento do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sindpec)”, define o coordenador-geral de Articulação do Sinpdec, Reinaldo Soares Estelles.

O coordenador ressalta que o seminário funciona também uma incubadora de ideias, um espaço para difundir informações e conhecimento, fazer contatos, conhecer pessoas e, com isso, semear e aprimorar iniciativas, unindo esforços para o fortalecimento do Sinpdec.

Projeto ELOS

O curso integra o Projeto ELOS, uma iniciativa conjunta do MDR e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em parceria com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações.

O objetivo do ELOS é realizar o diagnóstico das necessidades e capacidades dos órgãos municipais de Proteção e Defesa Civil, os elos mais importantes do Sinpdec. A partir desse diagnóstico, é possível criar uma proposta de fortalecimento da implementação da Política Nacional de Proteção e Defesa Civil (PNPDEC) nos municípios brasileiros.

As capacidades e necessidades dos órgãos municipais de Proteção e Defesa Civil são pesquisadas pelo Projeto ELOS em três eixos:

• Estruturação: sobre os aspectos técnico-administrativos, como recursos físicos, humanos e organizacionais da defesa civil municipal;

• Capacitação: envolve os aspectos de profissionalização, como treinamentos e aprimoramento de capacidades da instituição e de seus profissionais;

• Governança: envolve os aspectos interinstitucionais, como relações e parcerias com atores públicos, privados, terceiro setor e comunidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui