Crédito: Divulgação

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Regional

Os Ministérios do Desenvolvimento Regional (MDR) e da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) promoveram, nesta quarta (20) e quinta-feira (21), reunião conjunta on-line para avaliar e debater aprimoramentos para os alertas de desastres naturais repassados à população. O evento reuniu cerca de 40 técnicos da Defesa Civil Nacional e do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

“Esta reunião é muito importante, porque difunde um conhecimento técnico sobre a elaboração dos alertas e permite aos órgãos atuarem de forma articulada para avaliar e validar o produto que irá auxiliar nas ações de monitoramento, preparação e resposta aos desastres nacionais”, destaca o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil do MDR, coronel Alexandre Lucas.

O encontro também buscou ampliar e fortalecer as comunicações entre a Defesa Civil Nacional, por meio do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), e o Cemaden. “Diversos fatores geofísicos e socioambientais convergem para a ocorrência de um desastre natural, tornando necessário, portanto, uma abordagem interdisciplinar para compreender desastres específicos”, afirma o diretor do Cemaden, Osvaldo Morais. “A elaboração de um alerta precisa reunir habilidades científicas e técnicas de identificação e previsão de perigos, vulnerabilidades e comunicações eficazes”, completa.

Segundo o diretor do Cenad, Armin Braun, como encaminhamento da reunião, será elaborado um documento técnico com diretrizes para aprimorar a atuação conjunta do Cenad e do Cemaden, de forma a fortalecer o Sistema Federal de Proteção e Defesa Civil. “O aprimoramento da sistemática de alerta e alarme entre os dois órgãos, visando a integração e o fortalecimento de nossas capacidades para desenvolver produtos para melhor proteger a população brasileira, é muito importante”, ressalta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui