Data: 15/10/2019 / Fonte: G1

Boa Vista/RR – Explosões em uma empresa de fabricação de gás deixaram mortos e feridos na manhã desta terça-feira (15), em Boa Vista, informou o Corpo de Bombeiros. A corporação, no entanto, ainda não tem o número exato de vítimas.

De acordo com a assessoria dos Bombeiros, há relatos de que havia três funcionários no setor operacional da empresa e mais uma outra pessoa, possivelmente um visitante, que ainda não foram encontrados. Duas mulheres feridas foram levadas ao hospital.

As lojas nas redondezas foram evacuadas e os bombeiros seguem no local. A empresa fabricava gás oxigênio e acetileno. Foram registradas ao menos três explosões seguidas.

“Ainda estamos contabilizando as vítimas, pois precisamos resfriar o local para deixá-lo seguro e entrar. Precisamos de ao menos 24 horas de isolamento porque há risco de nova explosão, por conta do acetileno, que é um produto altamente inflamável”, disse o comandante dos Bombeiros, coronel Jean Cláudio Hermógenes.

A suspeita dos Bombeiros é que as explosões tenham ocorrido quando funcionários carregavam cilindros. Ainda não se sabe se a empresa estava com laudos de funcionamento em dia.

Familiares de funcionários que trabalham na empresa buscam por informações na frente do prédio. “Não é possível confirmar a quantidade de óbitos”, afirmou Jean.

Das duas feridas levadas à emergência do Hospital Geral de Roraima, uma era funcionária da empresa e a outra trabalhava em um prédio ao lado. “Elas tiveram ferimentos leves e não correm risco”, informou a assessoria da Secretaria de Saúde do governo.

A empresa fica no bairro São Vicente, zona Sul da capital. Testemunhas das explosões relataram que por volta das 10h foram ouvidos estrondos e viram fumaças saindo do depósito da firma.

A avenida Glaycon de Paiva, principal via que dá acesso à empresa, foi fechada nos dois sentidos. O bloqueio em cerca de 400 metros é feito por policiais militares e agentes da Força Nacional.

“As explosões foram intensas. Vi um cilindro de oxigênio `voar` uns 20 metros”, relatou um motorista, de 33 anos, que passava pela rua no momento das explosões.

Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e dos Bombeiros estão local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui