Crédito: CBMPB

Fonte: CBMPB

Diante do quadro causado pela pandemia gerada pelo novo coronavírus (Covid-19), o Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB) tem realizado planejamentos e estruturado ações de modo a evitar a propagação do vírus no Estado.

Com o intuito de disseminar as informações necessárias para garantir a segurança do seu efetivo, o CBMPB, através de uma parceria com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Campina Grande, vem realizando palestras em unidades da Corporação.

Na tarde desta sexta-feira (27), a ação foi realizada na Capital, no Centro de Educação, no bairro de Mangabeira. Esta semana também foram promovidas palestras para os militares nas cidades de Campina Grande e Guarabira. O médico Dr. Ismael Camilo, coordenador do SAMU de Campina Grande, tem estado à frente nas capacitações que tem como público alvo o efetivo do CBMPB pertencentes a todos os comandos regionais.

A instrução visa orientar os bombeiros militares quanto ao uso correto dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) nos atendimentos de casos suspeitos ou confirmados decorrentes de infecção pelo novo coronavírus (Covid-19) e sobre a desinfecção de viaturas.

Segundo o subcomandante geral da Corporação, coronel Lucas Medeiros, “a iniciativa tem por objetivo principal a prevenção do contágio e a proteção do efetivo bombeiro militar”.

Ações de monitoramento e prevenção

O Corpo de Bombeiros vem participando de uma ação do Governo do Estado coordenada pela Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa/PB), que está sendo realizada no Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto, na Grande João Pessoa. Os passageiros dos voos das empresas Gol e Latam que desembarcam estão passando por uma barreira sanitária destinada a verificar suas temperaturas corporais para identificar possíveis contaminações pelo Covid-19.

Conforme a diretora-geral da Agevisa/PB, Jória Guerreiro, a ação será realizada durante todo o período de vigência das medidas temporárias e emergenciais de prevenção de contágio pelo novo coronavírus determinadas pelo governador João Azevêdo.