Crédito: CB/SE

Fonte: G1

Após sete anos cumprindo missões no Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), o labrador Jimmy está aposentado. Ele fazia parte do Serviço de Busca, Resgate e Salvamento com Cães (Sbresc) da instituição.

Durante seus anos de trabalho, o cão atou em diversas ocorrências em Sergipe, como busca de pessoas desaparecidas na mata, corpos ocultados e desabamentos.

Em 2014, foi o labrador que ajudou na localização de uma família que ficou soterrada no desabamento de um prédio no Bairro Coroa do Meio, na capital sergipana. Já em 2019, Jimmy e mais três cães do Corpo de Bombeiros de Sergipe atuaram, por mais de 30 dias, no resgate às vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho, Minas Gerais.

Crédito: CB/SE

“Ele apresenta um bom quadro de saúde, mas é o tempo certo para a aposentadoria, assegurando uma qualidade de vida para o cachorro, já que ele não apresenta mais a mesma energia para realizar as buscas. Não é uma decisão fácil, são muitos anos de companheirismo, mas ele merece esse descanso”, afirmou o sargento Thiago Garcia, treinador de Jimmy desde o nascimento do cachorro.

Mesmo aposentado, o cão continuará tendo a saúde monitorada por veterinários da Mineradora Vale, por conta da atuação em Brumadinho, além de permanecer no projeto ‘Promoção da saúde animal através da acupuntura e técnicas da medicina tradicional chinesa’, do curso de Veterinária da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Segundo o Corpo de Bombeiros, Jimmy foi adotado por uma pessoa do canil e vai continuar atuando como co-terapeuta de crianças da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), em Aracaju.