Crédito: CBMDF/Divulgação

Fonte: G1

Um sargento do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal criou uma célula de proteção que pode ser acoplada à maca das ambulâncias, para proteger a equipe, em caso de transporte de algum paciente com suspeita de Covid-19. “A invenção surgiu a partir das mudanças na rotina de atuação da corporação e pela necessidade de proteger os profissionais, explica o militar.

Segundo o sargento Alan Eurymar, do 8º Grupamento de Bombeiro Militar de Ceilândia, a “capsula” já circula em outros estados do país, com algumas adaptações. “A criação aliou conhecimento técnico à criatividade”.

Ao ser desmontado, o equipamento cabe em duas bolsas. “Assim ele pode ser carregado na viatura sem ocupar muito espaço. Espero que isso possa ajudar as guarnições”, afirma o militar.

O sargento explica que o plástico que envolve a pessoa transportada impede que gotículas produzidas por ela atinjam a equipe, o interior da ambulância e que estiver a sua volta. “Isso reduz o potencial de contaminação”, afirma.

“Com um risco menor, a carga de estresse da equipe também reduz, elevando a qualidade do atendimento.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui