Data: 06/07/2017 / Fonte: G1

Linhares/ES – O Corpo de Bombeiros fez uma simulação especial em Linhares, Norte do Espírito Santo, nesta quarta-feira (6), de resgate à pessoa soterrada. Cães foram treinados para farejar seres humanos debaixo da terra no meio de matas.

Os bombeiros disseram que, quando uma pessoa se perde, são necessários muitos agentes para fazer a busca. “A gente precisa, no mínimo, de uns cinco homens, para início de operação. Claro que quanto maior for essa área, o número de homens deve aumentar”, falou o capitão Daniel.

Dependendo do lugar, a busca pode levar horas ou mesmo dias. Mas, para agilizar, o Corpo de Bombeiros conta com o auxílio de cães de busca. “Um cão desse treinado e certificado corresponde a 30 homens na busca de uma vítima”, disse p sargento Beltrão, do Corpo de Bombeiros.

Na simulação, o bombeiro solta o cão e ele vai para o meio do mato, sai, corre de um lado, vai para outro canto e continua correndo. Até que chega a um buraco coberto e começa a latir. Dentro, está um bombeiro, simulando uma vítima de soterramento.

“O cão é treinado desde 45 dias de vida para fortalecer seus instintos de caça e de presa. Isso é potencializado ao longo do treinamento e ele passa a usar seu faro. Na verdade, ele quer o brinquedo. Ele vincula o odor do ser humano ao brinquedo, que é a recompensa”, explicou Beltrão.

O Espírito Santo é referência nacional em busca e salvamento com cães, tanto que os animais já auxiliaram resgate em outros estados. “Em Mariana, nossos cães representaram durante 10 dias de atividades intensas. Sem dúvidas, foi de suma importância para o sucesso daquele atendimento”, falou o sargento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui