Crédito: CBMERJ

Fonte: CBMERJ

Crédito: CBMERJ

Na madrugada do dia 11 para 12 de janeiro de 2011, uma tragédia assolava a Região Serrana do Rio de Janeiro. Uma década depois, à meia-noite deste dia 12 de janeiro de 2021, um toque de silêncio – melodia utilizada para homenagear militares que morreram em serviço – foi executado de forma simultânea em todas as unidades do Corpo de Bombeiros em memória aos militares vítimas do maior desastre natural do Brasil. Do 15° GBM ( Petrópolis), o governador em exercício Cláudio Castro participou da solenidade ao lado do anfitrião,  secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do CBMERJ,  coronel Leandro Monteiro. 

Para o governador,  estes homens são dignos de honra.  

– Estamos aqui para lembrar dos atos desses heróis que perderam suas vidas cumprindo a missão de salvar a de outras pessoas. Além disso, estamos aqui assumindo compromissos de prevenção, de trabalho transparente para que tragédias e consequências como essas não ocorram mais. Nossa missão é ouvir e atender à população – afirmou o governador.Ao todo, cinco bombeiros que morreram no desastre foram homenageados: o 2º sargento Marco Antônio Verly da Conceição, os cabos Victor Lembo Spinelli e Flávio Uanderson Rodrigues de Freitas, que prestavam socorro às vítimas e não resistiram aos ferimentos. Outros dois profissionais eram moradores de Teresópolis, uma das cidades mais atingidas pela tragédia, e estavam em casa quando as residências foram atingidas. São eles os bombeiros Isaac Bravo (lotado no próprio quartel de Teresópolis) e Ruan Carlos Guarillha (lotado no Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente, em Magé).

Além dos militares, durante o evento dessa madrugada de segunda para terça, 26 pessoas, órgãos e instituições também foram condecorados com a Medalha Ordem do Mérito de Defesa Civil por terem tido extrema relevância durante a tragédia. Ao todo, 82 condecorações foram entregues nos três quartéis – Friburgo, Teresópolis e Petrópolis, desde o último domingo (10), quando teve início o ‘Governo Presente’ na Serra.

LEIA MAIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui