Fonte: Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais

Na data que marca os 400 dias do maior desastre já ocorrido no Brasil, o rompimento da barragem em Brumadinho, o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), continua investindo em capacitações e ações para dirimir o risco de desastres e propagar a cultura da resiliência em Minas.

O evento contará com palestrantes japoneses que irão explanar sobre os seguintes temas:

  • Metodologias japonesas de intervenção em barragens e contenção de taludes;
  • Protocolos integrados de preparação para atuação no período chuvoso – cidade de Belo Horizonte;
  • Redução do Risco de Desastres relacionados à Água – Experiência Japonesa;
  • Ações de prevenção para redução de desastres;
  • Lições aprendidas em Brumadinho – Atuação em desastres de alta complexidade;
  • As experiências japonesas de gestão de risco de desastres implementadas em Minas Gerais.

Confira aqui mais detalhes da programação.

O estado que investe em prevenção destina menos recurso financeiro para ações de contenção de impactos emergenciais, contendo os prejuízos humanos, sociais e econômicos. Esta tem sido a constante preocupação do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), que realiza nesta semana o VII Seminário Internacional de Gestão do Risco de Desastres, em cooperação com a Agência de Cooperação Internacional do Japão – JICA.

O Seminário, realizado pelo Corpo de Bombeiros, com o apoio de vários órgãos, examina e amplia o planejamento do governo mineiro em incutir no Estado de Minas Gerais a cultura da campanha de cidades resilientes que foi lançada em 2010 pela Organização das Nações Unidas (ONU).

As parcerias do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais com a Associação de Cooperação em Ciência e Tecnologia Brasil-Japão (ACCTBJ), Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), Escritório do Cônsul Geral Honorário do Japão em Belo Horizonte e, ainda, Gabinete Militar do Governador/Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (GMG/CEDEC) preconizam mais uma etapa de discussões sobre o assunto.

O objetivo do seminário é disseminar a cultura de gestão do risco de desastre para bombeiros militares, agentes de defesa civil, estudantes e profissionais do ramo, de modo a capacitá-los a atuarem como multiplicadores do tema em suas respectivas regiões.

O Seminário discutirá estratégias de preparação de cidades para desastres, fluxos orçamentários envolvendo níveis de Defesa Civil, entre outros assuntos. O evento contará com a presença de palestrantes internacionais e bombeiros militares com formação internacional em desastres.