Crédito: Divulgação/CBMERJ

Fonte: Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro

A cerimônia de abertura do Encontro Nacional de Bombeiras Militar (ENBOM) aconteceu, no dia 4 de março, no Teatro Caixa Nelson Rodrigues, no Centro do Rio. O Rio de Janeiro é o estado anfitrião do evento, que chega à sexta edição este ano. O governador Wilson Witzel esteve presente, ao lado do secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do CBMERJ, coronel Roberto Robadey Jr. O encontro foi marcado por muitas homenagens e também por uma palestra sobre direito das mulheres, proferida pela juíza Tula Mello. A Banda Sinfônica da corporação fechou a noite com canções especiais para o público.

Na ocasião, um minuto de silêncio foi dedicado às vítimas da forte chuva que caiu na região Sudeste nesta semana. Entre elas, estão dois militares do Corpo de Bombeiros de São Paulo, que morreram durante um salvamento na Baixada Santista. A major Karla Lessa, do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, foi homenageada com a medalha “Mérito Avante Bombeiro”. A militar pilotava a aeronave responsável pelos salvamentos na tragédia de Brumadinho em virtude do estouro uma uma barragem de minério de ferro.

Cerca de 400 militares de todo o país participam do encontro, promovido pelo Conselho Nacional de Corpos de Bombeiros. Na programação estão previstas rodadas de palestras e debates com diversos assuntos do universo de uma bombeira militar – carreira,  inteligência emocional, poder de gestão pessoal, desafios e expectativas no ambiente de trabalho.

– Desejo boas-vindas a todas as militares presentes.  Esta é a primeira vez que o Rio de Janeiro recebe este evento. Atualmente, cerca de 20% do efetivo do Corpo de Bombeiros fluminense é composto por mulheres nas áreas médicas, mas que também ocupam postos de combatentes, guarda-vidas, entre outros. Estamos sempre atentos às causas da tropa feminina dentro da corporação. E sempre abertos para parcerias, como temos com o projeto ‘Empoderadas’, da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude – disse o  comandante-geral do Corpo de Bombeiros. 

O governador também enalteceu o papel da mulher e ainda sugeriu uma novidade.   – Vocês, mulheres, representam para a sociedade uma fortaleza moral. Com os honrosos valores do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, em nosso governo já inauguramos dois colégios militares no estado. São jovens que estão tendo uma formação moral. Além disso, proponho um desafio para que o Rio promova, de forma inédita, um encontro internacional de mulheres bombeiras”, falou o governador. 

Bombeira de garra

O encerramento do VI Encontro Nacional de Bombeiras Militar será marcado pela realização da “Bombeira de Garra”, uma competição entre as tropas. Equipes compostas por quatro mulheres disputam o título de corporação mais ágil nos quesitos salvamento terrestre, aquático e combate a incêndio. A finalidade da atividade é incentivar a prática esportiva pelas bombeiras militares e reciclar conhecimentos nas áreas operacionais.