Crédito: Divulgação

Fonte: Defesa Civil de Santa Catarina

Capacitar profissionais que atuam em situações de desastres foi o principal objetivo do V Exercício Simulado de Ajuda Humanitária que foi realizado, entre os dias 13 e 14 de julho, na cidade de Blumenau. As atividades foram organizadas pelo Exército Brasileiro, através da 14 Brigada de Infantaria Motorizada, com o apoio do Governo do Estado, através da Defesa Civil do Estado de Santa Catarina, e contou com a participação da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Civil, Instituto Geral de Perícias, Guarda Municipal e Defesa Civil Municipal de Blumenau.

Durante os dois dias de eventos as equipes atuaram de forma integrada no resgate em área de inundação, deslizamentos, instabilidade geológica e atendimento a comunidades isoladas.

Segundo o Chefe da DCSC, David Busarello, o treinamento é de fundamental importância para o aperfeiçoamento dos procedimentos, estruturas e das atividades desenvolvidas em situações de emergência e desastres. “Assim estaremos cada vez mais preparados, resilientes e fortes para atuar durante os desastres. A ideia foi unir todos os entes e agências que participam da resposta a eventos extremos para buscar cada vez mais a integração para proporcionar um resultado mais rápido e eficiente para a sociedade”, explicou.

A realização deste tipo de exercício permite a análise de toda logística e do tempo de acionamento dos recursos necessários para o socorro da população. “O evento foi pensado para melhorar as capacidades, junto com a Defesa Civil, de reação a ocorrências e para isso montamos eventos simulados tanto de mesa, quanto práticos para estreitar os relacionamentos e conhecer as capacidades de outras agências”, comentou o comandante do 23º Batalhão de Infantaria de Blumenau, Cel. Armando Lacerda dos Santos.

Todas as ações realizadas durante o Simulado de Ajuda Humanitária também visam aperfeiçoar as técnicas de Sistema de Comando em Operações (SCO) em desastres naturais e o aperfeiçoamento do Plano de Ação de Emergência (PAE). “O exercício foi uma oportunidade do Corpo de Bombeiros Militar (CBMSC) atuar de forma técnica com as guarnições, treinar os procedimentos adequados e da troca de conhecimentos com as forças de segurança”, completou o subcomandante do CBMSC, Cel. Ricardo José Steil.

Capacitar profissionais que atuam em situações de desastres foi o principal objetivo do V Exercício Simulado de Ajuda Humanitária que foi realizado, entre os dias 13 e 14 de julho, na cidade de Blumenau. As atividades foram organizadas pelo Exército Brasileiro, através da 14 Brigada de Infantaria Motorizada, com o apoio do Governo do Estado, através da Defesa Civil do Estado de Santa Catarina, e contou com a participação da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Civil, Instituto Geral de Perícias, Guarda Municipal e Defesa Civil Municipal de Blumenau. Durante os dois dias de eventos as equipes atuaram de forma integrada no resgate em área de inundação, deslizamentos, instabilidade geológica e atendimento a comunidades isoladas.

Crédito: Divulgação

Segundo o Chefe da DCSC, David Busarello, o treinamento é de fundamental importância para o aperfeiçoamento dos procedimentos, estruturas e das atividades desenvolvidas em situações de emergência e desastres. “Assim estaremos cada vez mais preparados, resilientes e fortes para atuar durante os desastres. A ideia foi unir todos os entes e agências que participam da resposta a eventos extremos para buscar cada vez mais a integração para proporcionar um resultado mais rápido e eficiente para a sociedade”, explicou.

A realização deste tipo de exercício permite a análise de toda logística e do tempo de acionamento dos recursos necessários para o socorro da população. “O evento foi pensado para melhorar as capacidades, junto com a Defesa Civil, de reação a ocorrências e para isso montamos eventos simulados tanto de mesa, quanto práticos para estreitar os relacionamentos e conhecer as capacidades de outras agências”, comentou o comandante do 23º Batalhão de Infantaria de Blumenau, Cel. Armando Lacerda dos Santos.

Todas as ações realizadas durante o Simulado de Ajuda Humanitária também visam aperfeiçoar as técnicas de Sistema de Comando em Operações (SCO) em desastres naturais e o aperfeiçoamento do Plano de Ação de Emergência (PAE). “O exercício foi uma oportunidade do Corpo de Bombeiros Militar (CBMSC) atuar de forma técnica com as guarnições, treinar os procedimentos adequados e da troca de conhecimentos com as forças de segurança”, completou o subcomandante do CBMSC, Cel. Ricardo José Steil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui