A hipotermia é definida como a diminuição da temperatura corporal abaixo de 35°C, considerada severa quando alcança níveis menores que 30°C. A hipotermia pode trazer problemas graves de saúde, podendo levar uma pessoa até a morte. Saiba mais sobre o frio e as consequências da hipotermia no corpo humano.

Sinais e sintomas

  • Com a diminuição da temperatura inicialmente ocorrem tremores na tentativa de o organismo produzir calor;
  • A pele fica de coloração pálida e fria, ocorrendo diminuição da respiração e dos batimentos cardíacos;
  • Também podem ser percebidas alteração da coordenação motora, lentidão dos movimentos, sensação de cansaço e confusão mental;
  • A progressão da hipotermia para valores menores que 30ºC leva ao coma (inconsciência), bradicardia (frequência cardíaca diminuída), arritmias e parada cardíaca.

Tratamento

  • Remova a pessoa para um local aquecido, retire roupas molhadas e aqueça com cobertores e bolsas térmicas;
  • Se a vítima estiver consciente e alerta, podem ser oferecidas bebidas quentes;
  • Em situações de hipotermia severa com diminuição da consciência e alteração dos sinais vitais (respiração e pulsação fraca) é essencial atendimento imediato, por meio do serviço pré-hospitalar;
  • Após remoção para o hospital, técnicas de aquecimento central, infusão endovenosa de soro aquecido e monitorização de sinais vitais podem ser necessárias.

ATENÇÃO: Crianças e idosos são mais propensos a desenvolver hipotermia, pois não possuem capacidade para manter a temperatura corporal. Pessoas com doença mental, usuários de drogas ou álcool também são grupos mais suscetíveis para apresentar sinais de hipotermia grave.

Fonte: Luciano Eifler, Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Cirurgião Geral, Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, instrutor dos Cursos ATLS e PHTLS e médico do SAMU de Porto Alegre/RS.

Arte: Beto Soares/Estúdio Boom