Soldado BM Jackson Jacques/CBMSC
Data: 14/06/2019 / Fonte: Revista Emergência/Bruna Klassmann

Drones trouxeram mais segurança e agilidade aos profissionais que atuam nos atendimentos à emergência

A utilização dos VANTs (Veículos Aéreos Não Tripulados), mais conhecidos como drones, já se tornou indispensável no atendimento de uma emergência. Recentemente, conforme descrito pelos entrevistados, este equipamento foi usado pelas corporações de bombeiros em ocorrências como: rompimento da barragem, em Brumadinho/MG, incêndio e desabamento de edifício no Largo do Paissandu, em São Paulo/SP, desabamento de dois prédios residenciais na comunidade de Muzema, no Rio de Janeiro/RJ, entre outros atendimentos. “O uso de drones no atendimento a emergências é de suma importância nos dias atuais. O equipamento permite filmagens e fotografias com melhores resoluções, melhorando a qualidade da identificação dos cenários acidentais, além de permitir repasse destas informações e dados em tempo real para o Centro de Comando. Desta forma, o comando da emergência pode tomar as melhores decisões e traçar estratégias e ações mais eficazes e assertivas para o atendimento da ocorrência”, ressalta Marco Rocha, pós-graduado em Gestão de Emergências e Desastres e Segurança contra Incêndio e Pânico. No entanto, a função do drone vai muito além de filmar e fotografar. Em cenários de emergência, ele está sendo utilizado para resgatar e salvar vítimas, monitorar e reconhecer locais atingidos por um incêndio, desabamento, enchente, acidentes com produtos perigosos, entre outros sinistros, além de preservar a vida dos profissionais que atendem a todas estas ocorrências.

Confira a reportagem completa na edição de junho da Revista Emergência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui