Crédito: Shutterstock

A necessidade de sistemas de sprinklers com componentes certificados para a efetividade do seu uso

É sabido que o uso dos sprinklers pode inibir ou até mesmo apagar um foco de incêndio. No entanto, é de extrema importância que, para funcionar, o sistema conte com componentes certificados para garantir a sua eficácia. Aqui, trago uma analogia sobre o tema: se você ingerir um remédio sem eficácia comprovada para o que precisa, de nada vai adiantar, podendo ainda ser prejudicial para a saúde, certo? Nos chuveiros automáticos ocorre a mesma situação.

Não basta apenas instalar um sistema de sprinklers, é necessário que ele tenha a qualidade atestada e isso só se alcança por meio da certificação dos equipamentos que compõem este sistema, especialmente do dispositivo que é responsável pela ativação, que é o sprinkler. Por isso, se ele falhar, todo o sistema fica comprometido.

Neste sentido, a importância das medidas preventivas para evitar incêndios estruturais e do sistema de sprinklers nas construções para esta finalidade já se mostrou fundamental. Desta forma, é imprescindível que os componentes sejam certificados para garantir a eficiência de seu funcionamento. Vale destacar que entre os problemas mais comuns quando são instalados produtos sem o certificado é a composição inadequada do material.


Dados do autor:

Felipe Melo – presidente da ABSpk (Associação Brasileira de Sprinklers), engenheiro e especialista em sistema de proteção contra incêndio, emergências e respostas rápidas.
[email protected]


Confira o artigo completo na edição de novembro/janeiro da Revista Emergência.