Adalberto Marques/MDR
Data: 22/04/2019 / Fonte: Revista Emergência / Luana Cunha

Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil ressalta a importância de se criar uma cultura de prevenção no país

Com atuação no setor de Defesa Civil do país há 15 anos o coronel Alexandre Lucas Alves, nomeado Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, em janeiro deste ano, fala sobre a importância da consolidação do sistema para a prevenção de riscos e mitigação de danos. “Gostaria de desafiar toda a sociedade a ombrear conosco esta jornada de fazer com que a Defesa Civil não seja vista apenas como um órgão e sim como um sistema coeso, lúcido e que todos se sintam pertencentes a ele, promovendo a autoproteção e a proteção da comunidade como um todo”, afirma.

Em entrevista à Emergência, Alves conta sua experiência como coordenador municipal de Belo Horizonte/MG e coordenador estadual de Minas Gerais, alertando para uma mudança urgente em relação à gestão de riscos no Brasil. Além disto, ele também fala sobre as principais ações da Sedec (Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil) que envolvem não apenas os entes públicos como também empresas privadas e sociedade.

COMO E POR QUE O SENHOR ACABOU SE ESPECIALIZANDO NA ÁREA DE DEFESA CIVIL?
Em 2004, fui nomeado pelo Governador de Minas Gerais como Secretário Executivo de Defesa Civil do Estado. Naquele momento, eu comecei a me especializar, fazer cursos e participar da gestão de riscos e desastres do estado e depois no país, por meio do compartilhamento de experiências que tivemos em Minas Gerais. Fiquei sete anos no Governo do Estado, depois fiquei um ano no Comando de Região Militar e aí voltei, já na Reserva da Polícia Militar, como Coordenador Municipal de Defesa Civil em Belo Horizonte/MG, no qual fiquei oito anos e acumulei experiência para exercer meu cargo atual. E em janeiro deste ano, fui nomeado Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil.

Confira a entrevista completa na edição de abril da Revista Emergência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui