ARTIGO
Exposição à radiação

Autor: Josué dos Santos

FOTO
CRCN-CO/CNEN

Estudo sobre fatores causais, consequências e ações de resposta no acidente com Césio 137 em Goiânia/GO

Referências

BARBOSA, Tânia Mara Alves. A Resposta a Acidentes Tecnológicos: O Caso do Acidente Radioativo de Goiânia. 2009. 152 p. Dissertação (Mestrado em Sociologia)-Faculdade de Economia, Universidade de Coimbra. Coimbra, 2009. Disponível em: https://estudogeral.sib.uc.pt/jspui/bitstream/10316/13311/1/2 – A RESPOSTA
A ACIDENTES TECNOLOGICOS O CASO DO ACIDENTE RA.pdf>. Acesso em: 27 jan. 2011.

BITTENCOURT, Silvana. Que césio? Jornal O Popular, Goiânia, 28 out. 2011. Da Redação, p. 9.
Acesso em: 18 nov. 2011.

BRASIL. Tribunal Regional Federal da 1ª Região – 5ª Turma. Acórdão no 2001.01.00.014371-2/GO. Autor: Ministério Público Federal e outros. Demandado: os Mesmos e outros. Magistrado Responsável: Desembargadora Federal Selene Maria de Almeida (Relatora). Tipo de Recurso: Apelação Cível (Resumo). Brasília, 27 de julho de 2005. vLex. Disponível em: http://br.vlex.com/vid/-51287726. Acesso em: 19 nov. 2011.

CARDOSO, Eliezer de Moura. Programa de Informação CNEN – PIC: Módulo I – Informação Técnica. Rio de janeiro: CNEN, 2003.

Radioatividade: Apostila educativa. Rio de Janeiro: CNEN, [S.d.].

CASTRO, Antonio Luiz Coimbra. Manual de Desastres Humanos – I parte – De Natureza Tecnológica. Brasília: Secretaria Especial de Políticas Regionais. Departamento de Defesa Civil, 2004.  Disponível em: http://www.defesacivil.gov.br/publicacoes/index.asp. Acesso em: 26 jan. 2011.

COMISSÃO NACIONAL DE ENERGIA NUCLEAR. NN 3.01: Diretrizes Básicas de Proteção Radiológica. Rio de Janeiro, 2005.

COSTA, Heitor Scalambrini. O Brasil/Nordeste não precisa da eletricidade nuclear. Pra Não Dizer…Que Não Falei do Césio 137, [S.l.], 2010. Disponível em: http://perigoconcreto.blogspot.com/2010/05/audiencia-publica-instalacao-de-usinas. Acessado em: 25 jan. 2011.

CRUZ, F. F. de Souza. Radioatividade e o Acidente de Goiânia. Caderno Catarinense de Ensino de Física, Florianópolis, v. 4, n. 3, p. 164-169, dez. 1987.

DUARTE, Edson (Rel.). Relatório do Grupo de Trabalho: Fiscalização e Segurança Nuclear. Brasília: Câmara dos Deputados – Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, 2006. Disponível em: http://www.camara.gov.br/sileg/integras/389875.pdf. Acesso em: 04 dez. 2011.

ELIAS, Larissa Machado. Matriz Energética Brasileira: Impactos Ambientais e à Saúde. 2009. 111 p. Dissertação (Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Saúde) – Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2009. Disponível em: http://tede.biblioteca.ucg.br/tde_arquivos/10/TDE-2010-05-18T095844Z-745/Publico/LARISSA MACHADO ELIAS.pdf. Acesso em: 24 jan. 2011.

FERREIRA, Odelson Alves. Questionário encaminhado via correio eletrônico a Associação das Vítimas do Césio 137 (Av-Césio-137) em 24 jan. 2011 às 16h15. Resposta recebida via correio eletrônico em 24 jan. 2011 às 19h23.

GODINHO, João de Oliveira. Acidente Radioativo e a Defesa Civil. 1990. 58f. Monografia (Curso Superior de Bombeiro Militar) – Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro, [Rio de Janeiro], 1990. Disponível em: . Acesso em: 21 jan. 2011.

GOMES, Graça Melo. Gerenciamento de Crises. Brasília: POSEAD, 2010.

HARGREAVES, Luiz Henrique Horta. Análise de Ameaça, Vulnerabilidade e Riscos. Brasília: POSEAD, 2010.

Gestão de Crises em Segurança Pública. Brasília: POSEAD, 2010.

Resposta em Emergências e Desastres. Brasília: POSEAD, 2010.

MESQUITA, Rachel. A sociedade de risco. Revista Jurídica da FIC, Fortaleza, v. 3, n.4, p. 123-132, abr.2004/out. 2004.

MOURÃO, Marcela. Césio 137-15 anos depois. Terra Notícias, Porto Alegre, 2002. Disponível em: http://www.terra.com.br/noticias/especial/cesio137/ocaso.htm. Acesso em: 20 jan. 2011.

MPHP. Acidentes Nucleares – Goiânia. Site Racionalista Humanista Secular. [online]. Disponível em: http://www.mphp.org/problemas-brasileiros/acidentesnuclearesgoiania.html. Acesso em: 24 nov. 2011.

NÍCOLI, Iêda Gomes. O Acidente de Goiânia. [Rio de Janeiro]: CNEN, [199?]. Apresentação em PowerPoint. Disponível em: http://www.disaster-info.net/lideres/portugues/brasil 06/Apresentações/Iedaacidentegoiania01.pdf. Acesso em: 17 nov. 2011.

NOGUEIRA, Vania Marcia Damasceno. Responsabilidade estatal pelo dano ambiental e o acidente radioativo com o material césio 137. Jus Navigandi, Teresina, ano 14, n. 2365, 22 dez. 2009.  Disponível em: http://jus.uol.com.br/revista/texto/14070. Acesso em 22 jan. 2011. OKUMO, Emico. Radiação: Efeitos, riscos e benefícios. São Paulo: Harbra, 1998.

PEREIRA, Elaine Campos. Risco e Vulnerabilidade Socioambiental: o `Depósito Definitivo de Rejeitos Radioativos na percepção dos moradores de Abadia de Goiás. 2005. 157 p. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2005. Disponível em: http://www.ipen.br/biblioteca/teses/M23192.pdf. Acesso em: 17 nov. 2011.

PEREIRA, Elaine Campos; SOUZA, Marta Rovery de. Interface entre Risco e População. In. ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 15.,2006, Caxambu. Trabalho…Caxambu: ABEP, 18 a 22 de setembro de 2006.

PETRISSANS, Ricardo. Pós-Crise. Brasília: POSEAD, 2010.

RAPOSO, Denise Maria dos Santos Paulinelli (Org.). Metodologia da Pesquisa e da Produção Científica. Brasília: POSEAD, 2010.

SANTOS, Francisco de Almeida. Questionário encaminhado via correio eletrônico a Associação dos Militares Vítimas do Césio 137 (AMVC-137), em 26 jan. 2011 às 16h41. Resposta recebida via correio eletrônico em 27 jan. 2011 às 07h37.BERNARDES, Juliano Taveira. Sentença na ação civil pública no caso do acidente radioativo com césio 137 em Goiânia. Jus Navigandi, Teresina, ano 5, n. 41, 1 maio 2000. Disponível em:

SECRETARIA ESPECIAL DE DEFESA CIVIL. Codificação de Desastre, Ameaças e Riscos – CODAR.  Brasília, [2011]. Disponível em: http://www.defesacivil.gov.br/codar/desastres_naturais.asp. Acesso em: 28 jan. 2011.

TRION. Noções Básicas de Proteção Radiológica. São Paulo, 2001.

VIEIRA, Suzane de Alencar. Fotografia como testemunho. Revista Proa [online]. Ano1, v. 1, n. 1, p. 48-66, ago. 2009. Disponível em: http://www.ifch.unicamp.br/proa/artigos/artigosuzane.htm. Acesso em: 25 nov. 2011.

VILASBOAS, Zoraide. Nuclearização na América Latina: uma ameaça real. Portal EcoDebate, [S.l], 2009. Disponível em: www.ecodebate.com.br/2009/03/14/nuclearizacao-na-america-latina-uma-ameaca-real-artigo-de-zoraide-vilasboas. Acesso em: 23 jan. 2011.

WASCHECK, Carla de Camargo (Org.). A História do Acidente Radioativo de Goiânia. Goiânia: SES-GO/SULEIDE, 2007. Disponível em: http://www.cdim.ufg.br/externals/Biblioteca.html. Acesso em: 19 jan. 2011.

WASCHECK, Carla de Camargo (Org.). Histórico do Acidente Radioativo com o Césio – 137. Goiânia: SES-GO/SULEIDE, 2007. Disponível em: http://www.cdim.ufg.br/externals/Biblioteca.html. Acesso em: 16 nov. 2011.

XAVIER, Ana Maria. et al. Princípios Básicos de Segurança e Proteção Radiológica. 3 ed. [S.l]: UFRGS/CNEN, 2010.

—————————————————————————————————————————-

ARTIGO
Enfermagem no APH

Autores: Edmar dos Santos, Alex Sandro da Conceição da Camara, Luciano Pereira Guimarães e Noraísa Pereira Torres Corrêa

FOTO
Rafael Geyger

Estudo aborda o papel do enfermeiro no atendimento pré-hospitalar, contribuindo para que o profissional ofereça uma assistência de melhor qualidade às vítimas

Referências

AURÉLIO, F.B.H.; Dicionário da Língua Portuguesa. 7ª Edição. Curitiba: Ed. Positivo, 2008, p.348.

BRASIL, Conselho Federal de Enfermagem. Código de Ética dos profissionais de Enfermagem. Resolução COFEN 311/2007.

BRASIL, Conselho Federal de Enfermagem. Código de Ética dos profissionais de enfermagem, 2000.

BRASIL, Conselho Regional  de Enfermagem  de São Paulo. Decisão – IR/001/2001.

BRASIL, Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN N. 300/2005.

BRASIL, Conselho Federal de Enfermagem . Resolução COFEN N. 290/2004.

BRASIL, Ministério da Saúde . Portaria n. 1863/GM  29 de setembro de 2003: Institui a Política Nacional de Atenção às Urgências. Brasília, 2003. Disponível em: http://dtr2001.saude.gov.br/samu/legislacao/leg_gm1863.htm. Acesso: out. 2012.

BRASIL, Ministério da Saúde. Portaria n. 2048/GM 05 de novembro de 2002: Aprova o regulamento técnico dos sistemas estaduais de urgência e emergência. Brasília, 2002.  Disponível em:  http://dtr2001.saude.gov.br/samu/legislacao/. Acesso: nov. 2012.

BRASIL, Ministério da Saúde. Portaria n. 1.600, de 07 de junho de 2011. Reformula a política nacional de atenção às urgências e institui a rede de atenção às urgências no Sistema Único de Saúde (SUS). DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO, BRASÍLIA, DF, 08 de jul, 2011.

BRASIL, Ministério da Saúde. Portaria n. 1.864, de 29 de setembro de 2003. Institui o componente pré-hospitalar móvel da Polícia Nacional de atenção ás urgências ,por intermédio da implantação de serviços de atendimento móvel de urgência em municípios e regiões de todo território brasileiro: SAMU -192. DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO, BRASÍLIA, DF, 01 DE OUT.2003.

BRASIL, Ministério da Saúde.Brasília-DF, Resolução 1529/98 de 28 de agosto de 1998.

BRASIL, Portaria 2048 do Ministério da Saúde.  5 de novembro de 2002.

CAMPBELL, J.E. Basic Trauma Life Support – BTLS. Alabama Chapter, 2004.

CANETTI, M. D. , et al . Manual básico de socorro de emergência. 2ª. ed. São Paulo: Atheneu, 2007.

CIRYLLO, R.M.Z. Diagnóstico de enfermagem em vítimas de trauma no atendimento avançado pré-hospitalar móvel. (2005) 271 f. Tese Mestrado em Enfermagem – Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto – Universidade de São Paulo, 2005.

COUTINHO, K. C. Atividades do Enfermeiro no Atendimento Pré-Hospitalar. Porto Alegre, 2011.  Disponível em < www.lume.ufrgs.br/bitstream>. Acesso: out. 2012.

FIGUEIREDO, D.L.B. COSTA, Aldenan Lima Ribeiro Corrêa da. Serviço de Atendimento Móvel às Urgências Cuiabá: desafios e possibilidades para profissionais de enfermagem. Acta paul. enferm., São Paulo, v. 22, n. 5, Oct. 2009.

FORTES P.A.C. Ética e saúde: questões éticas, deontológicas e legais: tomada de decisões. Autonomia e direitos do paciente. Estudo de caso . São Paulo: pedagógica universidade; 1998.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Editora Atlas, 2002.

Gentil R.C., Ramos L.H., Whitaker I.Y. Capacitação de enfermeiros no atendimento préhospitalar.Revista Latino-Americana de Enfermagem. 2008 março-abril; 16(2):192-197.

GÜNTHER, Harmut. Como Elaborar um Questionário. In: PASQUALI, Luiz(org)Instrumentos Psicológicos: manual prático de elaboração. Brasília: UnB, 1999. p. 231-258.

HOLLOWAY, I., WHEELER, S., Pesquisa Qualitativa em Enfermagem e Saúde.3ª edição, Nov. 2009. P.368.

HUDDLESTON, S.S.;FERGUSO, S.G.; Emergência clínica: abordagem, intervenções e auto-avaliação. 3ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

JÚNIOR, S.A, ACIDENTES AUTOMOBILÍSTICOS: O CUIDAR E OS CUIDADOS DE ENFERMAGEM NO AMBIENTE PRÉ-HOSPITALAR. 2005. 139p. Dissertação de Mestrado – EEAN / UFRJ.

LIMA T.R.M., CAVALCANTE E.S., MIRANDA F.A.N.,Dificuldades vivenciadas pela equipe Bombeiros no resgate a vitimas encarceradas. 2010.

LOPES S.L.B. FERNANDES R.J. Uma breve revisão do atendimento médico pré-hospitalar. Medicina 1999 out-dez; 32: 381-38.

LOPES, L. Atendimento de Emergência no Brasil. Monografia. Março, 2009. Disponível em: . Acesso: set. 2012.

MACHADO, Joceméri Juliana, Cascavel -2007 – Serviço de atendimento móvel de urgência-samu/192: o enfermeiro diante do atendimento pré-hospitalar: Disponível em: MEIRA, M. M. Diretrizes para a educação permanente no serviço de Atendimento móvel de urgência (SAMU). Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Disponível em: http://neu.saude.sc.gov.br. Acesso: outubro de 2012.

MERLO A.de C;  BRASILEIRO M.E. A importância do enfermeiro no Atendimento ré-Hospitalar (APH): Revisão Bibliográfica. Revista Eletrônica de enfermagem [serial on-line] 2010 jan-jun 1(1) 1-16.

OLIVEIRA K. R. GARIBOTTI R. ZUCATELLI V. S. VIEIRA S.A. BRASILEIRO M. E. Os princípios de ouro do atendimento pré-hospitalar ao traumatizado em publicações na Biblioteca virtual em saúde no período de 1998 a 2009. Revista Eletrônica de Enfermagem do Centro de Estudos de Enfermagem e Nutrição [serial on-line] 2010 jan-jul 1(1):1-15.

QUEVEDO, M.J. Internações em UTI por trauma crânio encefálico na cidade de Porto Alegre. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/. Acesso: outubro de 2010.

SECRETARIA DO ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA PESSOAL.  Curso de Formação de Bombeiro Profissional Civil. Módulo socorros de urgência, 2008.

ROCHA, P. K. et al. Assistência de Enfermagem em Serviço Pré-Hospitalar E Remoção Aeromédica. Rev Bras Enferm, Brasília (DF) 2003 nov/dez; 56(6):695-698.

RAMOS, V. O ; SANNA, M. C. A inserção da enfermeira no atendimento pré-hospitalar: histórico e perspectivas atuais. Rev Bras Enferm 2005 maio-jun; 58(3):355-60.

REIS J.R, VIEIRA W. R.  BRASILEIRO M. E. Capacitação e atuação do enfermeiro no atendimento pré-hospitalar móvel. Revista Eletrônica de Enfermagem do Centro de Estudos de Enfermagem e Nutrição [serial on-line] 2010 jan-jul 1(1) 1-16.

SANTOS, N. C. M. Urgência e Emergência para a Enfermagem: do atendimento pré-hospitalar (APH) à sala de Emergência. São Paulo: Látria, 2007.

SEGRE C.A., GRIMBERG M. A., ACCORSI T.A.D. Ética em Emergência . In: Timerman s, Gonzáles MMC, Ramires JAF. Ressuscitação e Emergência Cadivascular: do básico ao avançado. Barueri: Manole; 2007. P.553-56.

SMELTZER S.C, BARE B.G, HINKLE J.L, CHEEVER K.H. Brunner & Suddarth: Tratado de Enfermagem Médico. Cirúrgica. 12ªed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,.1; 2012.

THOMAZ, R.R; LIMA, F.V. Atuação do Enfermeiro no Atendimento Pré-Hospitalar na Cidade de São Paulo. Acta Paul. v, 13, n.3 set/dez, 2000.

VARGAS D. Atendimento Pré-Hospitalar:A Formação Especifica do Enfermeiro Área e as Dificuldades Encontradas no Inicio da Carreira.Ver Pau 2006; 25(1):38-43.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui