ARTIGO
Ferramentas indispensáveis

Autor: Sérgio Pastl

FOTO
Adalberto Marques/Integração Nacional

Rampas são componentes essenciais nos hospitais, mas não dispensam outras medidas preventivas elencadas pelas normas vigentes

Referências

AHRENS, Marty. Fire in health care facilities 2006-2010, in Fire Jounal NFPA.nov. 2012. Disponível em http://www.nfpa.org. Acesso em 21 dez. 2012.

ANVISA. Resolução RDC nº 50, de 21 de fevereiro de 2002. Disponível em http://elegis.anvisa.gov.br/leisref/public/showAct.php?id=11946&word. Acesso em 18 fev. 2006.

ANVISA, Manual de Segurança Contra Incêndios em Estabelecimentos Assistenciais de Saúde. Brasília: ANVISA, 2013.

AMRI hospital fire: Staff turned firemen away as patients died.The New Indian Express, Ed. Dec 15th, 2011. Disponível em http://epaper.newindianexpress.com/. Acesso em 24 mai.2014.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT – NBR 14432 – Exigências de resistência ao fogo de elementos construtivos de edificações – Procedimento Rio de Janeiro: ABNT, 2000.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT – NBR 14276 – Brigada de Incêndio. Rio de Janeiro: ABNT, 2006.

BELLES, Donald W. in NFPA, Manual de protección contra incendios. 16 ed. Madrid: MAPFRE, 1987.

BRENTANO, Telmo, A Proteção Contra Incêndios no Projeto de Edificações. Porto Alegre: 2007.

BRIGADA MILITAR. 10°Comando do Corpo de Bombeiros. Santana do Livramento. Mensagem eletrônica em resposta à consulta, em 17 mar. 2014.

BRIGADA MILITAR. 3° Comando Regional de Bombeiros. Rio Grande: Mensagem eletrônica em resposta à consulta, em 20 mar. 2014.

BRIGADA MILITAR. Comando do Corpo de Bombeiros. Porto Alegre: Mensagem eletrônica em resposta à consulta, em 07 abr. 2014.

BRYAN, John L. Conceptos para El deseño de salidas de emergência. Manual de protección contra incendios. 16 ed. Madrid: MAPFRE, 1987.

CARSON, Chip. NFPA Journal, Entre despejado y abarrotad. Disponível em http://nfpajla.org/?activeSeccion_var=50&art=567#sthash.i5WuuZUD.dpuf. Acesso em jul. 2013.

DWYER, Jim e FLYNN, Kevin. 102 minutos: a história inédita da luta pela vida nas Torres Gêmeas. Trad. De Maria Lúcia de Oliveira – Rio de janeiro: Jorge Zahar, Ed. 2005.

ESTADO DE SÃO PAULO. Secretaria da Saúde. Plano de Abandono de Hospitais.  Disponível em www.ccb.polimil.sp.gov.br. Acesso em 06 mai. 2013.

FAILLACE, Raul Rego. Escadas e saídas de emergência. Porto Alegre: Sagra-Luzzatto, 1991.

FIRE DEFENSE AGENCY . Textbook for the Group Training Course of Rescue and First Aid Technics. Tokyo: JICA, 1988.

GIL, Alfonso Antônio &  ONO, Rosária. Segurança contra incêndios em hospitais. Tese de Mestrado. NUTAU. São Paulo: 2006. Disponível em http://www.lmc.ep.usp.br/grupos/gsi/wp-content/nutau/gill.pdf. Acesso em 07 abr. 2013.

HANSSEN, Cláudio Alberto. Notas de aula do Curso de Especialização em Bombeiros. Porto Alegre: APM/1ºGI, 1981.

HANSSEN, Cláudio Alberto et al. Relatório da Comissão Redatora da ABNT da Norma de Segurança contra Incêndios em Hospitais. In Seminário 13º MERCOFIRE. Porto Alegre, 18 abr. 2013.

INCÊNDIO em hospital na Coreia do Sul causa morte de 21. Exame, 28 mai. 2014. Disponível em http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/incendio-em-hospital-na-coreia-do-sul-causa-morte-de-21-pessoas. Acesso em 28 mai. 2014.

INCÊNDIO em hospital da Coreia do Sul deixa 21 mortos . Correio Braziliense. Disponível em http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/mundo/2014/05/27/interna_mundo,429665/incendio-em-hospital-na-coreia-do-sul-deixa-21-mortos-diz-impresa-local.shtm. Acesso em 28 mai. 2014.

JAEGER, Thomas W. in  NFPA. Fire Protection Handbook. 18.ed. Quincy (MA):NFPA, 1997.

KAHN, Marcos. O Manual de Revisão da RDC nº 50 da ANVISA. Teleconferência com a Comissão da ABNT CE-24:301.03 – Comissão de Estudo contra Incêndio em Hospitais. Na sede da Federação dos Hospitais do Rio Grande do sul. Porto Alegre: 09. dez. 2013, entrevista.

KERBER, João Manoel. Manual de Tática de Combate ao Fogo. Porto Alegre: Brigada Militar – CCB, 1979.

Manual de Prevenção de Incêndios. Porto Alegre: Brigada Militar-CCB, 1981.

LATHROP, James K. Concepts of egress design. Fire Protection Handbook. 18 ed. Quincy (MA):NFPA, 1997.

LIMA, Marcelo. A aplicação de sprinklers em hospitais. Conferência com a Comissão da ABNT CE-24:301.03 – Comissão de Estudo contra Incêndio em Hospitais. Na sede da Federação dos Hospitais do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: 09. dez. 2013, entrevista.

OLSSON, Fredrik,(S.D.), Critérios de tolerância a risco de Incêndios em Hospitais.44 p. Trabalho de conclusão de Curso Curso de Engenharia de Proteção Contra Incêndios, Universidade de Lund,  Estocolmo: [200-?].

PASTL, Sérgio. Manual de treinamento de Brigadas de Incêndio em Hospitais. Porto Alegre:SpazioItália, 2013.

REPÚBLICA FEDERAL DA ALEMANHA, MKhBauVO- Normas Regulatórias para a Construção de Hospitais. Trad. Guilherme de Almeida Pastl. Disponível em HTTP://www.bundesbaurecht.de/…/05000101000101.html. Acesso em 31 ago. 2014.

SECCO, Orlando. Manual de  Prevenção e Combate de Incêndios. 2.ed. São Paulo: [s.e.] 1970.

SILVEIRA, Marcelo. Abandono de hospital em incêndios demanda treinamento e adaptações. Incêndio. São Paulo, SP, v. 62, ano XIII, p. 12-19, out./nov. 2009.

SUSPEITO de incêndio que matou 21 em hospital na Coreia do Sul é preso. Globo, 28 mai 2014. Disponível em http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/05/suspeito-de-incendio-que-matou-21-em-hospital-na-coreia-do-sul-e-preso.html. Acesso em 28 mai. 2014.

UNITED KINGDOM, Department Of Health. Health Technical Memorandum 05-02: Firecode Guidance in support of functional provisions (Fire safety in the design of healthcare premises) 2014 edition. London: CROWN, 2014. Disponível em https://www.gov.uk/government/collections/health-technical-memorandum-disinfection-and–esterilization. Acesso em 24 mai. 2014.

VALENTIN, Marcos Vargas. Saídas de emergência em edifícios escolares. 362 p. dissertação (Mestrado em Arquitetura- Área de Tecnologia) São Paulo: FAUUSP, 2008.

VENEZIA, Adriana Portella Prado Galhano. Avaliação de risco de incêndio para edificações hospitalares de grande porte – uma proposta de método qualitativo para  análise de projeto. 360.: Il. (tese (Doutorado – Área de concentração: Tecnologia da Arquitetura)) São Paulo: FAUUSP, 2011.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui