ARTIGO
Emergência ambiental

AUTORES:
Iracema Kaliny Camilo Viana Nunes e Cássio Bento Michelon

FOTO:
Arquivo Pessoal de Pedro Manoel Leite

Importância da gestão estratégica no atendimento de naufrágio de embarcação

Referências:
BRASIL. Instituto Brasileiro do Meio Ambiente – IBAMA – PEI – Plano de emergência individual. Disponível em: http://licenciamento.ibama.gov.br. Acesso 27 Agosto 17:45:13

BRASIL. Marinha do Brasil. Naufrágio da embarcação Ramco Crusader. Relatório de investigação de segurança de acidentes e incidentes marítimos. Disponível em: https://www.dpc.mar.mil.br/sites/default/files/diian/rel_
acidentes/ramco_crusader.pdf
. Acesso em 30 Mai 2017; 16:30:30

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente; Agência Nacional do Petróleo. Modelagem de derramamento do óleo no mar. Disponível em: http://www.anp.gov.br/meio/guias/MODELAGEM/index2.htm/. Acesso em 01 Ago 2017, 21:05:10

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Resolução CONAMA 398. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/conama/ Acesso em 31 Jul 2017; 20:15:45.

BRICKS. Rodrigo. Ramco CRUSADER – O mais novo naufrágio da costa cearense. RODRIGOBRASIL MERGULHO. Disponível em: http://www.brasilmergulho.com/ramco-crusader-o-mais-novo-naufragio-da-costa-cearense/. Acesso em 30 Jun 2017; 10:27:45

CEARÁ. Portaria Nº 192/98. Estabelece as normas para a regulamentação do Parque Estadual Marinho da Pedra da Risca do Meio, unidade de conservação, instituída mediante Lei Estadual nº12.717, de 05 de setembro de 1997. Diário Oficial [do] Estado do Ceará, Fortaleza, CE, 29 mar. 1999.

LEITE. Pedro Manoel. Ações no naufrágio do  Ramco CRUSADER, em 13 de agosto de 2003. Arquivo pessoal.
Mapas de acesso e de Modelagem. Disponível em: http://www.marem-br.com.br/webapp/index.html. Acesso em 30 de Jun 15:30:49
———————————————————————————————————————————————
ARTIGO
Brigadas de incêndio

AUTOR:
José Carlos Pedroso

FOTO:
Rives Andrade

A importância da implantação desta equipe como ferramenta do sistema preventivo contra incêndio e pânico

Referências:
Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 14.608 – Bombeiro Profissional Civil. Rio de Janeiro – RJ: janeiro de 2000.

______. NBR 14.276 – Programa de Brigada de Incêndio. Rio de Janeiro – RJ:  dezembro de 2006.

Brasil. Constituição Federal do Brasil – 1988. Disponível em <https://www.senado.gov.br>. Acesso em 20 de nov. de 2017.

________.Lei nº 13.425 – Lei Kiss. Brasília, 2017. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil03/ato2015-2018/2017/lei/L13425.htm>. Acesso em 28 de nov. de 2017.

________. Lei nº 6.514, Altera a Consolidação das Leis do Trabalho. Brasília, 1977.

________. Ministério do Trabalho.  NR – 23  –  Proteção  Contra Incêndio.

_________.Lei nº8.078/1990, Código do Consumidor. Brasília, 1990.

CUNHA, Eurivaldo, CESAR, Edson. Brigadas de combate a incêndio. Brasília: Eixo, 1982.

Mato Grosso do Sul. Corpo de Bombeiros Militar. Lei nº 4.335/2013 – Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico e Outros Riscos. Disponível em .  Acesso em 20 de nov. de 2017.

______. Corpo de Bombeiros Militar. Norma Técnica  NT-17/2016. Brigada de incêndio. Disponível em .  Acesso em 20 de nov. de 2017.

OLIVEIRA, O.M. Sistemas Prediais de Combate a Incêndios. São Paulo: EPUSP, 1985.

SEITO, Alexandre Itiu, et al. A Segurança Contra Incêndio no Brasil. São Paulo: Projeto Editora, 2008.

———————————————————————————————————————————————
ARTIGO
Combate a fogo em vegetação

AUTORES:
Fernando Coelho, Wesley Pinto da Silva e Wellington Vasconcelos dos Santos

FOTO:
Alberto Coutinho/AGECOM

Otimização do Procedimento Operacional Padrão, utilizando retardantes químicos de chama, visa a economia de recursos hídricos

Referências:
COELHO, F., DETERMINAÇÃO DA EFICIÊNCIA DE RETARDANTES QUÍMICOS DE CURTA E DE LONGA DURAÇÃO E AVALIAÇÃO DE SEUS EFEITOS SOBRE A REDUÇÃO DA INTENSIDADE DO FOGO EM VEGETAÇÃO VISANDO A ECONOMIA DE RECURSOS HÍDRICOS. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia Ambiental) – Centro Universitário Estadual da Zona Oeste(UEZO) / Rio de Janeiro, 2017

CONSEJERÍA DE MEDIO AMBIENTE. MANUAL DEL PRIMER ATAQUE A UN INCENDIO FORESTAL. Junta de Castilla y León, 2002.

ICMBIO. Disponível em:  <www.icmbio.com.br>

INPE. Disponível em: <www.inpe.br/queimadas>
———————————————————————————————————————————————
ARTIGO
O enfermeiro como educador

AUTORAS:
Natália Garcia Pires e Pollyane Mega

FOTO:
Arquivo autoras

Estudo avalia a percepção de alunos do ensino médio em relação ao processo educativo em primeiros socorros realizado pelo profissional em Enfermagem

Referências:
Coelho, JPSL. Ensino de primeiros socorros nas escolas e sua eficácia. Rev. científica do ITPAC. Araguaína, v.8, n.1, pub.7, janeiro 2015. Disponível em: Acesso em 17 abr 2017.

Lacerda, CS. Paiano, R. Ressureição, KS. Primeiros socorros como conteúdo conceitual na educação física escolar: opção ou necessidade. Educação física em revista-EFR, 2014, v.8, n.3, p.38-48. Disponível em: . Acesso em 31 mai 2017.

Andrade, EAS. Oliveira, RCS. Acidentes nas escolas: um olhar sobre os procedimentos adotados. Disponível em: . Acesso em 21 fev 2017.

Tinoco, VA. Reis, MMT. Freitas, LN. O enfermeiro promovendo saúde como educador escolar: atuando em primeiros socorros. Rev. Transformar, 2014. Disponível em:   . Acesso em 17 abr 2017.

Stocco, JA. Oliveira, RC. Romanholo, RA. Romanholo, HSB. O enfermeiro na educação escolar ensinando noções básicas de primeiros socorros para alunos do ensino fundamental. Revista eletrônica da facimed, v.3, n.3, p.363-370, jan-jul. 2011. Disponível em:    Acesso em 07 mar 2017.

Matos, DON. Souza, RS. Alves, SM. Inclusão da disciplina de primeiros socorros para alunos do ensino básico. Rev. Interd, v.9, n.3, p. 168-178, jul. ago. set. 2016. Disponível em: Acesso em 31 mai 2017.

Silva, PO. Oliveira, TGS. Marta, CB. Francisco, MTR. Martins, ERC. Sampaio, CEP. Os alunos do ensino médio e o conhecimento sobre o suporte básico de vida. Rev. Enferm. UERJ, Rio de Janeiro,2012 dez;20(esp.1):621-4.

Donadel, WB. Projeto bombeiro na escola: ensinando primeiros socorros nas aulas de educação física.

Leite, ACQB. Freitas, GB. Mesquita, MML. França, RRF. Fernandes, SCA. Primeiros socorros nas escolas. Rev. Extendere, v.2, n.1, jul. dez. 2013.

Ribeiro, CS. Os primeiros socorros como uma competência de efetivação dos direitos referentes à vida e à saúde: o desafio do educador infantil.

Seminário internacional de educação no mercosul. XV, 2013. Ritter, NS. Pereira, NS. Silva, SM. Soares, RM. Thum, C. A importância de se trabalhar o conhecimento de socorros em âmbito escolar.

Brolezi, EA. Orientações de primeiros socorros em urgência na escola.

Fioruc, BE. Molina, AC. Junior, WV. Lima, SAM. Educação em saúde: abordando primeiros socorros em escolas públicas no interior de São Paulo. Rev. Eletr. Enf. 2008; 10(3): 695-702. Disponível em:<http://www.fen.ufg.br/revista/v10/n3/pdf/v10n3a15.pdf> Acesso em 07 fev 2017.

Silva, HTF. Marques, IAC. Barros, LCS. A importância da aplicação do treinamento e desenvolvimento nas organizações. Revista científica do ITPAC, Araguáia, v.6, n.3, pub.2, julho 2013. Disponível em: <https://www.itpac.br/arquivos/Revista/63/2.pdf> acesso em 12 set 2017.

Pergola, AM. Araujo, IEM. O leigo e o suporte básico de vida. Rev. Esc.  Enferm. USP, 2009; 43(2): 335-42. Disponível em: acesso em 04 out 2017.

Vecchio, FBD. Vecchio, AHMD. Blanco, BFV. Congalves, A. Formação em primeiros socorros: estudo de intervenção no âmbito escolar. Caderno de formação RBCE, p.56-70, mar. 2010. Disponível em: Acesso em 07 mar 2017.

Simões, NN. Orientações sobre primeiros socorros para alunos do ensino médio. CONEDU, set. 2014. Disponível em: Acesso em 07 mar 2017.

Brasil. Ministério da saúde. Conselho Nacional de Saúde. Homologo a Resolução CNS n° 466, de 12 de dezembro de 2012, nos termos do Decreto de Delegação de Competência de 12 de novembro de 1991.

Costa, GM. Figueiredo, RC. Ribeiro, MS. A importância do enfermeiro junto ao PSE nas ações de educação em saúde em uma escola municipal de Gurupi-TO. Revista científica do ITPAC, Araguaíra, v.6, n.2, pub.6, abril, 2013.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui